Está fazendo um belo papel

Eu ri sem nenhum humor.
- Ninguém te contou ainda? A vida não é justa.
- Acho que já ouvi isso em algum lugar - concordou ele secamente.
- E então é isso - insisti, perguntando-me por que ele ainda me encarava daquele jeito.
Ele passou a me olhar como quem me avaliava.
- Está fazendo um belo papel - disse ele devagar. - Mas aposto que está sofrendo mais do que deixa aparecer.
Dei um sorriso duro para ele, resistindo ao impulso de dar a a língua como uma menina de 5 anos, e desviei os olhos.